mao maestro

O que é liderança para você?

Aquilo que você sabe e acredita sobre pessoas e equipe  direciona seus sentimentos e ações diante deles.

Eu sempre me lembro de um gerente ao qual trabalhei há alguns anos atrás e por sinal adoraria revê-lo um dia. Foi um dos melhores gestores que esbarrei pela vida. Na época, eu pensava:

  • Esse homem já veio assim, com esse dom! Um líder fantástico.  E realmente era. A sensibilidade na escuta era um ponto a ressaltar. Em cada aniversário, de cada pessoa da sua equipe, ele fazia questão de presentear e o mais legal era a espera pelo presente. Sabe por que? Porque todos os presentes eram a “cara” do aniversariante. Ele não tinha pressa na conversa. Ele fazia de tudo pra compreender o mundo do outro. Ele abraçava as causas mais desafiadoras em prol da equipe. Ele amava servir! Era como se ele entendesse a alma da pessoa…. Raridade.

Hoje eu sei que essa estória de dom  não é real. A pessoa pode sim trazer consigo essa facilidade na liderança, porém é preciso buscar um desenvolvimento continuo nessa jornada.

A liderança é aprendida

Hoje não dá mais pra admitir que a pessoa já nasce com o gene da liderança. Uma boa mentirinha pra quem não quer buscar o autoconhecimento para desenvolver novas estratégias na gestão de pessoas e projetos. A liderança é uma competência a ser desenvolvida através do  conhecimento, habilidades e atitudes. Qualquer pessoa pode ser um grande líder, basta querer,  ter vontade e atitude para tal.

Outras habilidades na liderança

Comunicação, Inteligência Emocional, negociação, tomada de decisão, empatia. Mas o que vem antes disso tudo e paralelo a isso é o caminho do AUTOCONHECIMENTO.

O Coaching como processo para desenvolvimento de lideranças, facilita a criação de estratégias e competências alinhadas ao seu objetivo principal. Quando você inicia o contato consigo mesmo, conecta com ideias, potencialidades que ora estavam engavetas, trancafiadas num baú sem chave. A chave está com você, ao encontrá-la estará lá também a possibilidade de conhecer o novo líder que há em você.Também fui gestora e quando olho pra trás, lembro-me de alguns episódios que poderiam ter sido diferentes se eu tivesse os conhecimentos que tenho hoje. O que deve ser feito está na sua responsabilidade.

Somos fortemente influenciados por padrões, modelos de comportamento a ser seguido para ter o “sucesso” e com isso, nos distanciamos de nós mesmos, das nossas prioridades como ser humano. Nesse processo será preciso reconhecer e acolher os limites e falhas. Será preciso se desafiar a fazer o diferente o tempo todo. A chave que você achou que tinha perdido vai abrindo portas de acesso a muitas possibilidades de aprendizado para sua liderança.  Isso é fortalecedor para o caminho.

A nova liderança

Aí está a nova liderança: a responsabilidade por suas escolhas. Ao identificar forças e fraquezas cria-se estímulos para um desenvolvimento constante. Essa atitude reflete no comportamento dos demais.

O líder influencia seus liderados a buscar o autodesenvolvimento também! É uma liderança real. Degrau a degrau, na dor e na alegria, você vai conquistando. Olhando pra frente, esquecendo o que foi, buscando a melhoria contínua.

Atualmente as empresas estão buscando treinamentos, coaches para desenvolvimento dos seus lideres, porém, cada pessoa pode e deve buscar alcançar novos resultados e alçar vôos mais altos. Você é responsável por essa busca.

Não há fórmulas prontas para a liderança. Ao se conhecer e experimentar novas atitudes, você cria a sua própria receita, testa, realinha e coloca sua voz no mundo. Do seu jeito. Com a sua fórmula.

Liderar é uma escolha. É uma questão de dedicação. Até que ponto realmente você se importa com as pessoas que lidera? Meu palpite é que se importa muito! Essa pergunta deverá ser feita diariamente, porque, quando se dedica profundamente,  tudo o que você aprender, tudo o que ler, será percebido como valioso. Se ao nosso redor há pessoas tristes, captamos essa tristeza. Se estamos num ambiente cheio de força e vigor, sentimos que nossa energia começa a se esvair quando estamos na presença de emoções negativas. Mas, o que acontece quando estamos numa sala cheia de pessoas otimistas, colaborativas, agradáveis e entusiasmadas? Você tende a se animar, certo? Os pesquisadores descobriram que pessoas positivas, esperançosas e otimistas tem melhores resultados na vida e se sentem tanto pessoal quanto profissionalmente mais bem sucedidas que pessoas mais negativas.

Como líder, você define o tom!

Pratique o que prega. Pensar e falar sempre congruentes. Lembre-se do que falamos no inicio desse texto, o que você pensa em relação à sua equipe, assim será o seu comportamento, atitudes e diálogo perante eles.

Boa jornada líder!

Silvana Girardi

Pessoas – Times – Líderes -Empresas.

 

6360838407630572282001352595_mindsets2Sua mente é seu guia, sua rota. É ela quem determina sua ascensão ou seu declínio. Se você decidir fazer uma mudança na sua vida, qualquer que seja, se não se comprometer a desenvolver sua mente, essa rota estará fadada à paralisia. Estar com a mente aberta para lidar com as adversidades é a grande sacada e o grande desafio em nossos tempos. Ela é a base para acelerar o seu crescimento.Pensamentos são coisas e essas coisas dizem algo sobre você e seus resultados. O pensamento te leva ao sucesso ou ao fracasso em fração de segundos. Responda: Você está disposto a permitir que a sua mente mude para melhor? Está pronto para assumir o rumo da sua vida?

Mindset

Mentalidade ou Mindset é o mesmo que dizer “mente configurada”. Seu mindset é formado por crenças (o que você acredita, em todas as áreas da sua vida, com sentimento) e valores. Tudo o que você aprendeu e absorveu até hoje, desde a época que estava na barriga da sua mãe, determinou seu mindset. Seu modo de ver, agir e sentir hoje é reflexo desses padrões aprendidos e interpretados por você. Podemos dizer que é a sua configuração mental. No caso da mentalidade fixa, alguns programas instalados em sua mente estão com vírus, outros estão travando o sistema. Em decorrência disso, vem a insatisfação com os seus resultados. É preciso reconfigurar, deletar alguns programas ruins, instalar outros e manter aqueles que são importantes e estão em ótimo funcionamento.

Alicerce da mente empreendedora

A base do meu trabalho como Coach de Lideres ( no trabalho ou na vida) é o desenvolvimento da  Inteligência Emocional. O que desenvolve e mantém uma mente empreendedora são os Pilares que sustentam a Inteligência Emocional. O conceito de Inteligência Emocional é da Psicologia. Explica a  capacidade que todo indivíduo tem para reconhecer e avaliar as suas emoções e também das outras pessoas. Além disso, essa auto-percepção adquirida, auxilia na capacidade de desenvolver novas formas de lidar com situações inesperadas, relações no trabalho e na vida. Essa inteligência é o diferencial em nosso momento e o alicerce para uma mente sempre em crescimento. Esse conceito se fortaleceu no Brasil por volta de 1995, com a contribuição de Daniel Goleman (psicólogo americano). Nessa época o RH das Organizações direcionaram seu olhar para o potencial humano e passaram a focar em estratégias de desenvolvimento das competências humanas.

Por onde começo?

Para desenvolver uma mente empreendedora é preciso transpor barreiras. Comece dizendo “não” àquilo que você diz sim e dizendo “sim” para tudo ou quase tudo aquilo que você diz não! Questione seu padrão de pensamento todos os dias: Por que eu não posso? Por que isso é para o outro apenas? Por que eu acredito nisso? E se eu pudesse fazer de outra forma? Como seria? Abra a mente para pequenas mudanças diárias. Abra-se para novas atitudes e oportunidade que atravessam o seu caminho.

Como vou saber se estou realmente mudando?

A mudança da mente é provada através dos resultados que produz em sua carreira e na vida pessoal. É bem simples, olhe para seus resultados hoje. Por isso, conecte-se com seus reais motivos e tome as decisões iniciais. Seu destino muda se você mudar a rota que a sua mente está acostumada a percorrer todos os dias e em todas as situações. Perceba se o movimento dela está sendo  manter você em sua  zona de conforto. Esse é o movimento automático da mente pra te preservar dos sofrimentos, gastos excessivos de energia em outra direção. Mas, se você não se lançar em novos desafios e encarar essa zona de segurança, de que forma vai alcançar o que tanto vem desejando? Aliás, pensa aí: Há quanto tempo você vem pensando em mudar de emprego? Há quanto tempo você pensa em dar um “up” em sua carreira? Há quanto tempo você pensa em abrir seu próprio negócio? Há quanto tempo você pensa em dar um tempo pra você? Há quanto tempo você diz que vai fazer aquele curso e nunca começa? Há quanto tempo???

Pensamentos que limitam

Quero te dar uma dica agora. Pega papel e caneta. Escreve numa folha quais tem sido seus pensamentos recorrentes nos últimos 30 dias. O que você pensa todos os dias sobre todos os aspectos? Escreva tudo. Estudos mostram que temos em média 70 mil pensamentos dia, sendo que 90% deles são repetitivos…UAU! Que coisa doida hein! Isso mesmo, eles se repetem na mesma frequência, todo dia a mesma vitrola toca na sua mente. E nessa correria enlouquecedora você continua ouvindo esse disco furado sem se dar conta de que suas ações são diretamente impactadas por eles! Depois que escrever tudo, reflita: Quais comportamentos você tem exteriorizado diariamente? Analise cada um deles e decida agora trabalhar esse pensamentos que vem enfraquecendo quem você é! Eles fazem você se distanciar de você, por isso mesmo que você deixa de lado seus projetos de vida. Faz sentido? Nosso foco direcionado em nossas incapacidades são criadas pelas mentiras que nossa mente contou pra nós a vida inteira. São tantas mentiras que faz-se urgente iniciar a limpeza do mindset, a limpeza desses arquivos. Sem essa varredura não há como avançar em pequenas atitudes diárias. O desânimo, os problemas, as mudanças, o medo e os fracassos são obstáculos à mudança de mentalidade. Fique atento a esses obstáculos e crie uma lista com estratégias para sair deles quando estes aparecerem no seu caminho! Imagina como seria maravilhoso se pudéssemos apertar um botão – Download – e toda essa nova configuração fosse instalada! Nossa…seria genial!

Autoconhecimento

A insatisfação constante e a falta de motivação são sentimentos que nos assombram nos tempos ruins, fazendo parecer que o problema é maior do que ele realmente é. As angústias, as ansiedades diárias nos impactam como se ainda tivéssemos uma mente infantil. A rotina consome e não conseguimos manter o foco no que realmente interessa. É preciso ser fiel a esse caminho quando desejamos uma nova mentalidade. Um caminho seguro é a busca pelo Autoconhecimento. Com esse conhecimento de si mesmo, você identifica possíveis sabotadores da mente e assim pode diminuir as chances de perder-se. A coragem de fazer novas escolhas e nelas prosseguir. A possibilidade do fracasso existe. Ele pode acontecer, porém com uma mentalidade de crescimento você olha, entende os erros, sente aquele friozinho na barriga, que é inerente ao ser humano e segue seu trajeto. Vencendo os primeiros desafios, os próximos serão mais leves. A cada passo que damos nos abastecemos de potencialidades. Rapidamente saímos de um núcleo de desmotivação, encaramos o que precisa ser feito e resolvemos as situações. Isso é ter uma mentalidade empreendedora na vida! Você troca problemas por soluções.Planeja. Age.Diminui as expectativas no outro. Aumenta as expectativas em você e passa a estabelecer suas prioridades.

Decida por um novo movimento!Envia uma mensagem e juntos traçamos um plano personalizado em seus objetivos para que sua rota seja assertiva! É super possível! Mas quem precisa acreditar e dar o primeiro passo, é você!

Com carinho,

Silvana Girardi.

silvana 104

silvana 103

Eu atuo também como Coach de Vida e cresce a cada dia o número de mulheres que me procuram porque desejam  redescobrir um caminho no mundo emocional, que será a base para um novo posicionamento profissional e pessoal. Em todas as áreas o ser humano passa por grandes mudanças. O ser humano está correndo atrás de ter e viver uma rotina significativa e alinhada aos seus valores de vida. E em relação às mulheres, muitas não aceitam mais o incomodo de “ser” quem elas não são. De calar-se em relações que não mais agregam valor  aos seus sonhos, seu trabalho e sua existência. Independente da idade e principalmente as de 50 anos, estão procurando ajuda e um novo redirecionamento em suas carreiras. O trabalho é a chave para a mulher realinhar seu propósito e suas questões emocionais. Quando o trabalho não mais atende suas expectativas, quando ela não se sente abraçada e desafiada em seu trabalho, aí está a alavanca para grandes descobertas emocionais.

A mulher está saindo da zona de conforto e cada vez mais.

Isso me deixa muito feliz. Eu também, um certo dia, fiz esse caminho. Um caminho de muitas dúvidas iniciais, de não saber para onde ir, como ir, com quem contar. Descobri que eu tinha que contar comigo mesma e só comigo naquele momento, porque há muito tempo havia me deixado, abandonado minha melhor parte em prol de outras escolhas. Arrependimento? Jamais! Muito aprendizado e amadurecimento nesse caminho. Quando você realinha suas expectativas, vai em busca de se conhecer ainda mais, eleva sua auto estima independente dos padrões que são impostos, você transpõe toda e qualquer barreira  que possa haver no percurso. Aliás as barreiras são em sua maioria internas, aprendidas e reafirmadas pela nossa mente que é o nosso comandante. A trava é a mente e nada mais do que isso. Quando você entende essa limitação, você passa de vitima a protagonista, deixa de lado o passado que não potencializa seus resultados e as mudanças que precisa fazer e passa a buscar elementos cruciais para esse novo acordo que faz consigo mesma. Busca o “cristal” adormecido em seu interior. Faz o carvão brilhar! Traz o brilho para suas relações, no trabalho ou na vida pessoal, se sente viva, pois há muito tempo, muito de si mesma estava morto!

Nessa palestra na empresa parceira Funcesp, tivemos a oportunidade de lançar esse bate papo e uma reflexão linda que ficará marcada em minha carreira profissional. Pra mim valeu muito a pena essa passagem e essa conversa. O empoderamento feminino vai além de ter um lugar, ganhar mais etc. Empoderar-se é olhar pra dentro e resgatar as pérolas adormecidas num caminho que por alguns motivos, foram trilhados. Hoje, você pode escolher novas conversas, novos sentimentos e situações que alinham-se ao seu momento. O que está esperando?

Conte comigo nesse trajeto e viva!

Silvana Girardi

 

O que eu e você precisamos lembrar todosos dias em 2018

Pensa um minuto apenas sobre o propósito de vida de um artista, como por exemplo Michelangelo, Leonardo Da Vinci…que dia após dia tinham que retomar a sua pintura,sua escultura do ponto de parada. Com certeza muitas de suas obras levaram anos pra serem realizadas. Imagina como seria pra eles retomar a inspiração, detalhes da obra, com uma visão clara do produto final, com muita clareza do propósito em tudo o que faziam, todo santo dia!

1. Retomada – O seu Por quê.

Sim. Considero nesse momento que seus objetivos para o ano estejam tão claros como as águas cristalinas do Mediterrâneo. Sendo assim, tens certeza e clareza da obra, do produto final que vai entregar e receber em janeiro de 2019! Já tens um ponto de partida, um barco e 1 remo. Já tens alguns recursos e com ele estás a navegar. A primeira coisa que terás que fazer todos os dias ao colocar os pés no chão é lembrar-se porque começou esse percurso. O “por que” está dentro de você conjugado aos seus valores de vida e a sua paixão. Lembre-se: você tem o remo e é você quem o direciona, decide e age todo santo dia, dia e noite!. Lembre-se: todos os dias dos seus por quês. Escreva-os agora, com muita convicção e cole essa folha no espelho do seu banheiro. Vai ficar úmido? Ótimo. Quando acontecer, escreva tudo de novo. Seu cérebro agradece!

2. Disciplina é Vida

Disciplina nada mais é do que Ser Obediente. Bonito isso, não? Ser obediente aquilo que você projetou, aquilo que você acredita, aquilo que você vai conquistar! Se você não estiver disposto a Ser Obediente a você mesmo, me diga então que raios de vida você quer levar? Pra quê reclamar? Mas, se de repente, agora, nesse exato momento você se deu conta de que não anda escutando a sua voz interior, que nem sabe qual caminho percorrer… pára tudo e começa de novo. Sempre há tempo e o tempo é Agora!

3. Des-Controle

Quem ou o que você é capaz de controlar 100% do tempo? Quanto mais gastamos energia para controlar situações, pessoas, menos colhemos resultados. O planejamento é necessário para guiar sua rota, orientar e te preparar para os buracos, desvios, enxurradas, lamaçal, poeira, desmoronamento, que podem acontecer a qualquer momento nessa estrada, porém, não sabemos quando, como , o que vai acontecer! Faz sentido pra você? Sai do controle de tudo! Controle o que interessa! Controle sua energia. Controle suas emoções. Controle seu remo. Controle sua mente. Principalmente em momentos desafiadores, quando aquele turbilhão de pensamentos intrusos te atropelam dizendo que isso não é seu, que isso ou aquilo você nunca vai conseguir, que você não é capaz ou que tá mesmo muito velho pra começar de novo… Des-controle já! E pensando bem, sair do controle de vez em quando é bom demais. A criatividade agradece! Então já sabe, a regra número 3, diária é: controle o que está ao seu alcance e somente isso! Já tens uma boa tarefa pela frente!

4. Ritmo e repetição

Isso é uma das coisas que admiro estudando a Antroposofia – Ritmo e Repetição. Durante o dia a dia, toda situação nova pode trazer uma ansiedade, uma sensação de não saber o que vem a seguir. Agora imagine você assim o tempo todo, sem saber o que vem em seguida. Não só o ritmo, mas escrever sobre o que acontecerá a seguir, como será o dia, sua agenda, o que é prioridade de tarefas para alcançar seu produto final é essencial. Com essa sintonia, ao manter um ritmo não só diário, mas semanal, mensal e anual conseguirás reduzir o desgaste que ocorre com a falta do ritmo e melhorar sua produtividade e qualidade de vida. O ritmo criado deve ser repetido todos os dias! Isso mesmo, todos os dias! Mesmo que algumas tarefas sejam entediantes, mesmo que você não tenha expertise para fazê-las, elas terão que ser repetidas! Pergunte-se: Qual deve ser meu ritmo diário para conquistar o que já decidi? E assim faça também uma agenda para desenvolver e manter um ritmo semanal e mensal. Pensa: Por que será que temos naturalmente as estações do ano, as férias, os aniversários, a comemoração do Natal, festa Junina? Assim nos sentimos fazendo parte de um organismo maior a qual somos inseridos. Repetição e ritmo é treino. Aprecie e mãos a obra!

5. Visão do Todo

Vivemos em ciclos. Ciclos são feitos de etapas e cada etapa tem um tempo para seu desenvolvimento. Se você sabe onde começa e termina cada etapa, você consegue desenvolver uma visão do todo e saber se está no caminho que escolheu. Escolher uma forma de mensurar essas etapas poderá te ajudar a manter o foco e a motivação diária no percurso. Todo dia é importante olhar para o desenho do produto final (que você especificou para seu ano) e verificar se a etapa que você está trabalhando confere com seu plano, suas escolhas e estratégias. Quando for preciso, realinhe as ações e retome seu remo. O alvo está claro, então por que não ser flexível nesse roteiro? Visão do Todo é mais um Pilar que você deverá lançar seus olhos diariamente.

6. Inspiração

Eu não posso deixar de falar nisso. Muitos desistem de tudo porque não sabe quem ou o que os inspira. Perdemos com facilidade a conexão com pessoas que apreciam falar das mesmas coisas que nós. Todo dia, todo santo dia, converse com alguém que te inspira. Se possível, namore, case, se relacione com alguém que goste de conversar dos assuntos que você gosta. Alguém que inspira você. Tenha amigos que inspiram. Tenha em mente escritores, atores, treinadores, coaches que te inspiram. Tenha por perto, mesmo se for no mundo digital, nos livros, mensagens que fazem com que você se conecte com suas paixões, com seus anseios, com sua vontade, com sua missão. Traga inspiração pra sua vida. Todo santo dia! Caso contrário …meu querido…minha querida…o seu caminhar vai pesar. E eu não quero que isso aconteça. E você, o que você quer que aconteça daqui 1 ano? Por isso te peço uma coisa muito simples. Escreva aí na sua agenda quais são essas pessoas e qual seu plano diário para acessá-las. Executar é desafiador? É! Planejar é desafiador? É! Mas mais desafiador ainda é manter VIVO todos os dias seus sonhos, seus propósitos, sua obra de arte idealizada! Lembre-se todos os dias desses 6 tópicos:

Retomada – Disciplina – Des-controle – Ritmo e repetição – Visão Todo – Inspiração

Eu sempre sugiro que aquilo que for importante pra você seja escrito e nunca engavetado! Escreva numa folha esses tópicos. Deixe-os na sua gaveta, na bolsa ou no bolso, na carteira, cole no espelho do seu carro. Visualize todos os dias tudo o que é primordial na sua vida, nos seus projetos. O seu esforço, sua intenção massissa e direcionada, vai impactar a obra de arte, que eu sei, está aí bem guardada em sua mente e impressa em sua alma. Viva todo dia na simplicidade do resgate. Terás grandes surpresas! Um ótimo ano! Eu Quero Muito acompanhar esse percurso e contribuir nele!

Com carinho,

Silvana Girardi

quadro-porta-meias-perdidas-cq-11-3Hoje me peguei naquele velho necessário ritual: “a caça das meias perdidas”! Quem nunca? rs

Confesso que quinzenalmente invisto alguns minutos nessa tarefa – nada agradável – por sinal, mas necessária! Ainda mais quando você tem 2 filhas, e elas, quase que diariamente recitam o mesmo verso:

– Manhê cadê aquela meia preta de bolinhas rosas? E aquela branca com borboletas azuis? E vamos a caça! Nem sempre encontramos, mas persistimos na saga matinal!

Não sei o que acontece, se esse mistério já foi por alguém desvendado, mas como que num passe de mágica, os pares se perdem e sem deixar rastros… Como é que pode?

Seria  falta de organização? Falta de uma gaveta exclusiva para elas? Ou a existência de uma máquina de lavar que engole meias? Isso não veio no manual de instruções…! Na verdade creio que seja um pouco de tudo. Outro dia doei umas roupas e no meio delas, por distração,  foram juntos 2 pés de meias coloridas. Como eu soube? Através de uma mensagem da amiga que fez a intermediação, caso contrário, jamais saberia do paradeiro dessas duas! Outro dia também me lembrei que o Rock, nosso querido cão, que já não está entre nós, comeu umas 5 pelo quintal … não me lembro quais eram…

A minha única certeza hoje é que na sacola de meias perdidas, existem solitários pés, sem pares e que continuarão solitários… outros, ainda serão revelados, novamente formados!

Nem todos os mistérios são desvendados 

Onde é que tudo começa?

um trabalho que já não dá mais prazer, e não se sabe por que …

um vazio, ás vezes uma angústia inexplicável,

uma dúvida recorrente, uma relação que não acrescenta,

incerteza do propósito, um amigo que sumiu,

uma saudade,

uma dor … a dor nas costas, na lombar ou na cervical…

a dor emocional, a dor das quedas, a dor do fracasso, a dor da decepção, a dor que dói…

Onde é que isso tudo começou? Quando é que os pares se tornaram pé? E se você plantasse esses pés, solitários, em terra firme? O que nasceria deles? Que fruto colheria? Que árvore semearia?

Qual ideia? Qual invenção? Que vida terias? Quais conversas, atitudes? O que esse “novo”, regado,  lhe daria? Impactos? Haveria?

Entre versos, reversos, controvérsias, poemas, linhas e palavras, eu reinvento:

1 pé de meia, 1 par delas, e uma mente imaginativa. Uma viagem, uma forma de ver, sentir, de fazer, de agir, de planejar, de pedir, de trocar, compartilhar … quem sabe iniciar a semeadura?

Sempre, creio que nesse caso eu possa dizer – Sempre! Sempre haverá uma sacola de meias com pés solitários, muitos deles á espera de novamente formar o par. Lá ele estará: ora cheio e repleto, ora solitário, confiante. Algo poderá ser colocado, outros tantos, retirados. Já não serás mais o mesmo! Quem? Você! Sim, você!

1 par ou 1 pé?

Se então, você sentir, que perdeu-se de si. Acalma. Vai lá na sacolas de meias perdidas e atento, uma a uma, retome o que ficou perdido, engavetado, esquecido … por algum motivo, por alguma razão, porque você priorizou em outros setores. E agora, chegou o momento.

Não tenho como dizer. Mas estarás mais perto de quem és: o seu “eu” verdadeiro. Aquele que se arrisca a procurar, a começar, a meiar e a findar! Pronto novamente para A-COR-DAR naquilo que sua alma vem clamando, pulsando, procurando: novos pés de meias!

Silvana Girardi

Pessoas – Equipes – Empresas.

Desenvolvimento Pessoal e Profissional.

 

Imagem de Amostra do You Tube

Você pode fazer um trabalho para performar equipes específicas: equipes que já produzem um bom resultado, equipes com distanciamento das metas, equipes que tem foco num projeto com tempo determinado, novas equipes. Não Importa! Estamos em tempos desafiadores e tempos em que o que realmente conecta é o lado humano que cada um carrega. Certamente o papel e o posicionamento do líder nesse trabalho é primordial.

Como trabalhar o propósito do Time se o líder caminha na contra mão? A comunicação do líder transpira suas crenças em relação ao mundo. Por isso a importância da congruência entre palavra x comportamento e propósito!

Assista um pouquinho da entrevista que participei na Nossa Rádio no ultimo dia 07 de agosto de 2017. Falamos brevemente sobre a construção do caminho que trará vida e movimento ao Time e a Organização. Sozinho é mais desafiador. Por que não unir forças no trajeto?

Um abraço!

Silvana Girardi

Desenvolvimento de Pessoas – Líderes e Equipes.

       

prospecção de clientes

Como manter as vendas em alta diariamente? Como vender todos os dias? Como atingir o inatingível? Como atingir minhas metas? Por onde eu começo?

O sucesso do seu negócio depende muito dessa ação. A prospecção é uma etapa do funil de vendas que tem como objetivo a tentativa de contato com potenciais clientes.

O Calcanhar de Aquiles.

Sim, esse é o calcanhar de aquiles da maioria dos profissionais de vendas – PROSPECÇÃO.

É o bicho papão dos vendedores e pequenos empreendedores. O fantasminha que persegue muita gente que foge desse comportamento imprescindível no mundo das vendas e dos negócios. A prospecção é a base para obter resultados extraordinários a médio e longo prazo. Aquele famoso ditado: você colhe o que planta, serve aqui também. Por isso, quantidade de ligações não determina os resultados esperados nas vendas, mas a qualidade sim!

Ainda existe uma mentalidade antiga de que o que manda é a quantidade. Quanto mais visitas ou ligações você fizer, maior será o número das vendas. E isso já não faz tanto sentido! A equação assertiva quando falamos em prospecção de clientes nos dias atuais é:

Planejamento – Customização – Treino – Acompanhamento.

Planejar e Customizar uma ligação ou visita de prospecção dá trabalho! Por isso mesmo são poucos os que realizam essa função de vendas com maestria. Planejamento e Prospecção são 2 habilidades distintas em vendas, porém totalmente complementares quando o assunto é prospecção de novos negócios. Uma não vive sem a outra, apenas sobrevivem. É essa a chave do sucesso para a prospecção.

Pontos Importantes na hora de Prospectar:

Prospectar não é vender. Então, se você fizer uma visita em uma empresa com o objetivo de conhecê-la, não tente transformar esse encontro em uma reunião de vendas logo de cara. O cliente não está esperando por isso e provavelmente não estará preparado para negociar naquele momento.

  • Aproveite os clientes e contatos que você já possui e peça novas indicações. Sim! Se seus clientes, parceiros e conhecidos gostam do seu trabalho, da forma e competência com que atende e entende, eles farão questão de fazer indicações a você e a sua empresa. Pedir Indicações é uma outra habilidade dos profissionais das vendas, portanto foco na palavra!
  • Comece a prospecção de uma forma mais barata e leve: procure em sua carteira aqueles clientes que não compram há 12 meses, depois 9 meses e depois 6 meses. Procure entender o que fez com que eles se afastassem de você. Até porque essa informação, vai ajudá-lo a entender o que você pode evitar com os clientes recorrentes ou clientes novos. Entendimento é uma base aliada no processo de vendas e prospecção.
  • Aproveite as mídias sociais para fazer prospecção. Em sites de busca, redes profissionais, listas de emails etc. Nessa hora vale muito mais a criatividade, utilizar seus pontos fortes e apresentar aos seu público alvo novas formas de exposição  explorando seu potencial nas redes sociais. ESSA ÁREA NÃO PODE FICAR DE FORA. LOGO MAIS, É ISSO QUE VAI PREVALECER. FIQUEM ATENTOS!
  • Conhecer o cliente significa mais do que ter planejamento. Você mostra a ele que a empresa dele é importante e que sua companhia gostaria muito de tê-lo como parceiro comercial. Pesquise sobre a empresa, sua atuação, sua composição, seus produtos, suas necessidades. Leia sobre o mercado em que a empresa atua, saiba como a economia para o setor está caminhando. Isso tudo é importante no momento do primeiro contato. Também porque suas perguntas não podem ser primárias. O tempo é precioso e quanto menos perguntas básicas você fizer, mais estará atuando nas perguntas que abrirão o problemas da empresa, cujo foco estará na sua proposta de valor.
  • Participe de feiras, eventos e workshops da sua área de atuação. Networking é uma forma forte de prospecção nos dias atuais. Lá estão os tomadores de decisão e os influenciadores. Lá está a inovação para seu negócio. Lá você tem a oportunidade de pensar com tranquilidade, fora do redemoinho que te envolve todos os dias, impedindo de planejar novas estratégias para as vendas.
  • Crie tempo em sua agenda para preparar  conteúdos relevantes nos e-mails, material de divulgação e newsletters. Saiba com quem você está conversando no telefone e se essa pessoa tem autonomia para tomar decisões. Na hora de prospectar, tenha certeza de que a empresa tem o perfil do seu produto ou serviço. Tenha certeza de que o PCI (Perfil do Cliente Ideal) está de acordo com os objetivos da sua empresa.Vou abrir um parênteses aqui com alguns itens que irão te ajudar definir qual é o Perfil do seu Cliente ideal:
    • O que seu produto/serviço resolve de problema?
    • Quem é a pessoa dentro da empresa que tem esse problema?
    • Qual o impacto desse problema no dia a dia dela?
    • O que a pessoa precisa ter para se beneficiar do seu produto/serviço?
    • Quanto de recurso financeiro ela precisa ter para se beneficiar da sua solução?
    • Se você pudesse focar em apenas um tipo de cliente, qual seria?
    • é importante definir algum potencial cliente, pois sem a definição você não terá foco suficiente para partir para a próxima etapa – você continuará no erro de prospectar um monte de gente de modo aleatório e não aprender nada com isso (dependendo exclusivamente da sorte para fechar negócios).
  • Nada de improviso na hora de conversar com o cliente. Tenha um script orientativo. Prepare uma lista de questões que você deverá apresentar para o seu interlocutor. Mas cuidado com a avalanche de informações que vai derrubar em cima dele. Apresente-se, diga o nome da empresa e o produto que vende – o chamado 3 em 30.  E lembre-se: “escutar” também faz parte da prospecção de clientes. Aliás é essencial para coletar dados preciosos que envolvem o problema e a transformação que o cliente deseja.
  • Terminou o processo? Qual será o próximo passo? Deixe claro o que você pretende – pode ser uma retomada da conversa ou uma apresentação. O importante é deixar isso acordado e que ambas as partes concordem com o processo. Passar de prospecção para cliente leva tempo. E o sucesso do negócio aumentará com esse contato permanente, que gera confiança e segurança. Follow-Up é uma ação que faz parte do processo de prospecção e precisa ser muito bem acompanhando, caso contrário o trabalho perde seu sentido. Poucos vendedores dão continuidade ao processo de prospecção, por isso não colhem resultados. Fazer follow-up é um outro diferencial  quando falamos de prospecção.

Quantas vezes eu tento?

Muitas pessoas me perguntam sobre essa questão: Silvana, quantas vezes eu tento o contato com um lead antes de desistir dele?  Não desista antes das 10 primeiras tentativas. Faça 10 tentativas e veja a porcentagem de Leads que você consegue contato após um determinado número de tentativas variando entre 0 e 10. Você verá que, quanto mais tentativas, com mais gente você conseguirá contato, mas chegará uma hora que essa variação não será tão grande, e é esse o ponto onde não vale a pena desistir. Muitos DESISTEM. Persista! Inclusive  faça contatos alternando a forma e estratégias. Utilize o e-mail desenvolvendo um texto mais curioso do que persuasivo. Chame a atenção do cliente! É disso que estamos falando, chame a atenção!

Rotina de Prospecção

Todo dia é dia. E lembre-se quantidade é diferente de qualidade!!!. Todo dia na parte da manhã, eu indico! Na sexta-feira a tarde faça o planejamento da semana seguinte. Identifique os clientes que serão seu alvo, pesquise, analise e vá pro jogo. Só assim você desenvolve essa habilidade. Depois de cada término, escreva os pontos positivos dessa ação, escreva o que não deu certo e alinhe novas estratégias. De repente, um vídeo personalizado para um nicho específico de cliente vai dar mais resultado se comparado a um e-mail marketing. Que tal testar?

É interessante que haja um consenso do processo de prospecção na sua empresa. Se na sua empresa, onde você atua, não existe um método para prospectar, se cada um faz de uma forma ou nem faz….é chegada a hora de você tomar a decisão de iniciar uma conversa sobre isso. Seja você vendedor, gerente, supervisor ou proprietário. Não importa. Uma pessoa de vendas é um empreendedor. Preocupa-se com o todo e sente-se responsável pela performance da equipe em que está inserido. Esse assunto precisa ser discutido e principalmente iniciado.

Avante? Conte comigo!

Se tiver alguma pergunta, deixe aqui nos comentários e em breve respondo pra você!

Até a próxima!

Silvana Girardi

Pessoas – Equipes – Negócios de Alta Performance.

© 2014 Silvana Girardi - Coach & Psicóloga